comportamento envie seu texto

Sobre o amor (ah, o amor!)

16:07Natali Moura


Depois de uma série de eventos aleatórios (mas que se encontraram no final do meu pensamento) parei para pensar acerca do amor. É, o amor. Em um mundo tão raso, onde "eu te amo" virou comum, pessoas dizem que devem amar de qualquer maneira, qualquer adolescente/jovem se entregando por dizer que "amam", ou o casal que, depois de 30 anos se separa porque acabou o "amor", e por aí vai.

Comecei a perceber que esse amor todo que muita gente anda perfumando por aí tem sido uma bela fachada, fruto de um falso entendimento do que de fato é o amor. Em resumo: Os que mais falam de amor (e suas formas mutantes) por aí ultimamente, são os que mais precisam conhecer o AMOR. Estranho, não? 

Lendo 1 Coríntios 13, vemos Paulo descrevendo lindamente o amor. Mas, espera... De que amor ele está falando!? 

Ora, é impossível ser um amor humano (no sentido de vir de nossas próprias vontades humanas), afinal, se depender de nós (e de nossa natureza humana), não saberemos amar como convém. 

Essa definição nos fala do verdadeiro amor que vem de Deus, que só conhecemos se O conhecermos e O tivermos de fato, como Deus da nossa vida ("É o amor que só tem quem já conhecer a Jesus", já dizia a música). Overdadeiro amor vem de Deus pois Ele É amor. Ter e saber amar vem através de uma relação profunda com o dono do verdadeiro amor. Quanto mais buscamos conhecê-lo e tê-lo como Senhor das nossas vidas, mais desenvolvemos características do verdadeiro amor de Deus em nós, características muito bem descritas em Coríntios! 

Por isso, PARE (leia-se com garrafais) de tentar se iludir esperando se entregar a alguém achando que você será amada e correspondida. Entregue- se a Deus (que se importa demais com você! Se importa tanto que mandou seu único filho, como prova do mais sublime amor por nós. E nos esquecemos disso!) e deixe que Ele te ensine 1°: A amá-lo, 2°: A amar a si mesma(o) e 3°: A amar o próximo, como Ele realmente quer.

Só assim, no centro da vontade de Deus, no amor do Pai por nós, que passaremos a refletir e a viver o verdadeiro amor por onde formos, nas nossas relações pessoais, no nosso futuro (sério e duradouro) relacionamento e casamento. 

Resumindo: PARE de procurar amor nos outros e procura o amor de Deus, minha filha (ou meu filho, pros xeretas no blog quase totalmente feminino, hihi)! Vamos aprender com o Pai, sempre! - Alvo em Cristo, consumador da nossa fé.

-

Este texto lindo é da Débora Lima do blog Pólen por Pólen! Vocês precisam conferir o blog dela, é uma fofura só! ♥


Quer ter o teu texto publicado aqui no blog? Envie um email para: natalimouraa@gmail.com 

Beijos e até a próxima!


You Might Also Like

0 comentários

Seu comentário será lido e depois aprovado.

Popular Posts

Curta a fanpage!

Formulário de contato